sábado, 30 de abril de 2011

Caracteristicas romanticas da obra:

- Imaginação criadora/Subjetividade
Criações não existentes no mundo real, mas na imaginação do autor sim. Iracema é era descrita de uma forma totalmente diferente dos índios que realmente existiam nas matas do Brasil.
” O favo da jati não era doce como seu sorriso; nem a baunilha recendia no bosque com seu hálito perfumado”.(ALENCAR, 2006, p. 12).
-Sentimentalismo
O sentimentalismo está presente em toda a obra de José de Alencar.
“Sofreu mais d’alma que da ferida”. (ALENCAR, p.13)
-Escapismo
Religioso- “O cristão repeliu do seio a virgem indiana. Ele não deixará o rasto da desgraça na cabana hospedeira. Cerra os olhos para não ver; e enche sua alma com o nome e a veneração de seu Deus: – Cristo !… Cristo! …”. (ALENCAR, 2006, p. 29).
Escapismo para os sonhos- “Agora podia viver com Iracema, e colher em seus lábios o beijo, que ali viçava entre sorrisos, como o fruto da corola na flor.Podia amá-la, e sugar desse amor o mel e o perfume, sem deixar veneno no seio da virgem  “. (ALENCAR, 2006, p.30).
Escapismo para a morte- “Quando teu filho deixar o seio de Iracema, ela morrerá, como o abati depois que deu seu fruto. Então o guerreiro branco não terá mais quem o prenda na terra estrangeira”. (ALENCAR, 2006, p. 51).
-Nacionalismo (Ufanismo)
Necessidade de eleger símbolos que representem à pátria (natureza e o índio).
- Idealização
Heroína/ Amor/ Natureza
“A virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que o talhe de palmeira. O favo da jati não era doce como seu sorriso; nem a baunilha recendia no bosque com seu hálito perfumado. Mais rápida que a ema selvagem, a morena virgem corria o sertão e as matas do Ipu, onde campeava sua guerreira tribo, da grande nação Tabajara. O pé grácil e nu, mal roçando, alisava apenas a verde pelúcia que vestia a terra com as primeiras águas”. (ALENCAR, 2006, p.12).
“Nunca mais a alegria voltará ao seio de Iracema: ela vai ficar, como o tronco nu, sem ramas nem sombras”. (ALENCAR, 2006, p. 28).
“Verdes mares bravios de minha terra natal, onde canta a jandaia nas frondes da carnaúba;
Verdes mares, que brilhais como líquida esmeralda aos raios do sol nascente,perlongando as alvas praias ensombradas de coqueiros;” . (ALENCAR, 2006, p. 11).
-Maniqueísmo
- Indianismo
Resgata o ideal do “bom selvagem”, que segundo Rosseau a sociedade corrompe o homem. Sua perfeição seria índio que não tinha contato com a sociedade corrompida.
- Religiosidade
“Poti foi o primeiro que ajoelhou aos pés do sagrado lenho; não sofria ele que nada mais o separasse de seu irmão branco. Deviam ter ambos um só deus, como tinham um só coração”. (ALENCAR, 2006, p. 87).

4 comentários:

  1. Ajudou mesmo parabéns pelo post.

    http://www.livrosbiografiasefrases.com.br/livros/resumos/resumo-do-livro-iracema/

    ResponderExcluir